Sobre as Dificuldades no Estudo

Texto cedido por Valéria Gomes

Estudar é difícil, dá trabalho, crescer além de difícil é dolorido, uma ação está vinculada a outra, no entanto, se você realmente se importa consigo, com os mais próximos e com nosso povo brasileiro, esforce- se, resista como um soldado espartano.

Entenda mais sobre esta experiência com um resumo das leituras do Ciclo de Estudos Clássicos, orientado pelo professor Rafael Nogueira, administrado pela equipe do Somar Para Vencer

O conjunto de personagens reais que compõem a história da Civilização Ocidental, selecionados para o Ciclo de Estudos Clássicos, é tão rico, que as obras biografadas por Plutarco sobre alguns deles amplia em poucas semanas de leitura os arquétipos mentais, emocionais, governamentais, sociais que orientam a formação de nossa própria personalidade e sociedade.

Honra, coragem, magnânimidade, beatitude, inteligência, bondade, compaixão, astúcia estratégica, humildade, sabedoria, são traços muitas vezes expressos por nosso pais civilizadores.

Confesso de antemão que sou fã de obras biográficas, lê-las para mim é satisfação que preenche a alma, no entanto, resguardo para além da satisfação, seriedade analítica.

Compreendo que as obras da vida de Licurgo, Numa Pompílio, Alexandre Magno, Julio César, não são histórias de deuses e heróis no sentido grego, mas, atos que entre virtudes e vícios, ponderações e excessos, forjaram homens e seus feitos de bravura e grandeza.

Ao conhecer a vida de retiro, retidão e beatitude de Numa Pompílio, me senti tocada tanto pela pessoa, quanto pelo povo romano, que tinha boas vistas para reconhecer e suplicar, a este homem de tamanha envergadura, pacífico, a formação de sua monarquia; a organização e liderança de seu povo.

Licurgo pode parecer assustador com o rigor da sua liderança austera, mas este é o homem responsável pela legislação da sociedade magnificamente guerreira jamais comparável em toda antiguidade.

A descendência de Licurgo, o povo Espartano, exalava virilidade, coragem, honra, virtudes cantadas entre o mais longínquo limite do mundo antigo.

Espartanos serão para sempre conhecidos como os valentes homens de guerra, para eles, o valor maior era ” Ser Espartano”, ou seja, cada indivíduo se compreendia como um todo de Esparta, jamais permitindo que Esparta experimentasse a sujeição da mais humilhante condição humana, a escravidão.

Espartanos são conhecidos até nossos dias pelos mais fantásticos e até espantosos atos de bravura, realizados no peculiar universo de Esparta, por preferirem a dor, o medo, e nunca a subjugação, degradação, humilhação, nisto consiste a verdadeira valentia espartana.

Alexandre Magno, o general filósofo, discípulo de Aristóteles, extremamente jovem para o tamanho dos objetivos e conquistas alcançadas, era dotado de grande habilidade militar, inteligência, conciliada a inúmeros atos de benevolência, compaixão, humildade por ele praticados, ainda que com um empreendimento imperial.

Arroguei o direito de me compadecer do imperador Macedônio, governante da quase totalidade do conhecido mundo antigo, quando acompanhei além das marchas militares, o homem Alexandre enfrentando incompreensão, mediocridade de seus próximos, conflito com pais, doença, traições alheias e principalmente, as traições a si mesmo.

Julio César unificou o mundo antigo, habilidoso militar e politicamente, era capaz de suportar os mais duros momentos de exceção: fome, inverno, cansaço, carregando sempre seu nato carisma de liderança.

Atuou inúmeras vezes oscilando táticas das alianças políticas, à ferocidade da guerra.

Magnânimo no trato que dispensou a muitos dos seus inimigos, teve seu fim à traição assassinado em pleno senado, no entanto, sua reputação permanece intocada apesar de tão canhestro ardil.

Nutrida pelas biografias desses grandes homens, amparada pelo exemplo de tão ricas experiências, Sêneca é meu orientador a concluir essa explanação, ensinando que a vida gasta em futilidades, vícios, amizades e objetivos vãos, levarão qualquer pessoa se visitada pela velhice a acreditar que a vida é breve, quando talvez, por próprio medo, não se é capaz de assumir que a vida dura o prazo determinado a cada um, porém se vazia de valores, e virtudes, ela se assemelhará a um breve nada.

Ainda aprendendo com Sêneca: ” Busquemos o melhor, não o mais comum, aquilo que conceda a felicidade eterna, não o que aprova o vulgo, péssimo, intérprete da verdade.

 

Venha estudar conosco, você precisa, seu povo suplica, sua alma agradecerá eternamente.

 

 

– Professora Valéria Gomes

Leia mais

Conferência “Hist... Sérgio Givone, formou-se em Turim com Lulgi Pareyson, Lecionou em Perugia. Turim e Florença onde, atualmente, é docente de estética na Faculdade de Letras e Filosofia. Em
Sabes o motivo de não go... Texto cedido por  -MIL MAMELUCO Eu vou te explicar passo por passo. Muito provavelmente, os motivos que levam você a não gostar são os que me levavam
O Gênio Ostracizado: uma... “Quando a obra de um único autor é mais rica e poderosa que a cultura inteira do seu país, das duas uma: ou o país consente em
Sobre a Pseudocultura Texto concedido por Ramon Martins Cogo.   Venho notando que existe uma grande confusão sobre a definição de cultura devido a corrupção da mesma no período em
O que se esconde por trá... Faz alguns meses escrevi um artigo explicando o fenômeno social do suicídio e outro considerando a depressão como uma epidemia. A relação estreita que existente entre depressão,
Vinte notas de caráter d... Os pontos que se seguem não constituem propriamente um pré-requisito para que uma pessoa participe do Movimento, mas sim são as posturas que devem ser geradas, com
Resenha de “Questõ... Bonun est ens convertuntur               O vocábulo “bem” é tão comum em nosso dia a dia, que haver um livro (em verdade, uma grande bibliografia) sobre
Da Presença Total   Primeira Parte – Da Descoberta do Ser   Escrevo este pequeno texto com o sorriso no rosto de um leitor que fez uma ótima escolha ao
A corrupção ideológica... Quanto aos princípios gerais, a lei natural, ao menos em sua índole genérica, não pode em absoluto ser apagada dos corações dos homens. Contudo, pode ser abolida
Contestações Pragmátic... Texto cedido por Danilo Henrique, São Paulo, 28 de dezembro de 2016 Defesa da Ética Argumentativa Frente ao Mito do Dado e a Guilhotina de Hume Prefácio Escrevo

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *